Slider

Projetos / Fábrica de Softwares

Um dos pilares da Softrading, é o de fornecer serviços de coordenação e outsourcing  de projetos de desenvolvimento de softwares.

As novas regras de terceirização e reoneração da folha de pagamentos impulsiona naturalmente a demanda para o outsourcing em T.I.

A Softrading faz uso de metodologias ágeis (Scrum, Kanban, BurnDown Chart) e fornece visões estratégicas que aumentam a produtividade do desenvolvimento.

Audita o versionamento de fontes (SVN, Git, GitHub), define padrões, implementa rastreabilidade ponta-a-ponta, viabilizando a integração de processos entre os departamentos de engenharia, qualidade, produto e help-desk.

Permite aos gestores (stakeholdersproduct owners) acompanhar o andamento de todos os projetos de sua organização “on-line” em “tempo real” além de medir a capacidade da equipe.

“Aquilo que não se consegue medir, não se pode controlar”.

Alguns modelos de projetos de desenvolvimento são:

  • Específicos

Consiste no desenvolvimento completo ou parcial de projetos específicos (software) para o usuário final, através de estudos de caso, que se aplicam à necessidade intrínseca do processo a ser contemplado.

Normalmente segue as etapas: briefing, modelagem, apresentação, planejamento, coordenação e execução de desenvolvimento (programação), prototipação, testes, homologação e entrega final.

Com exceção de softwares especialistas, dedicados à funcionalidades genéricas e bem definidas, uma solução construída sob medida, considerando regras do negócio, tende a ter um custo final menor uma vez que economiza-se em treinamentos para adequação de processos, parametrizações e customizações de produtos “in-box”.

  • Revitalização de Produtos

Voltado à empresas de tecnologia e desenvolvimento de soluções, consiste em agregar funcionalidades e atualizar a aplicação para atender requisitos legais, fiscais ou de “compliance” e manter compatibilidade com a evolução tecnológica de sistemas operacionais, hardwares, plataformas, além de melhorar a interface e a experiência do usuário.

  • Integração de Soluções

Em ambientes onde existe a necessidade de convivência entre várias aplicações de terceiros ou legadas, seja para evitar retrabalho ou na consolidação de informações, torna-se necessário a criação de “interfaces” e “jobs” para sincronização, tratamentos e integração de informações entre sí, e várias fontes de dados. Importando ou exportando dados consolidados para extração de indicadores de desempenho, por exemplo. Basicamente entram também neste tópico o consumo de APIs, WebServices e troca de informações em formato .XML ou JSON.

  • Customizações

Quando o usuário final de determinado produto de terceiro ou legado deixa de atender algum requisito, seja por obsoletismo ou falta de aderência, muitas vezes a solução indicada é a customização.

O objetivo é preencher determinada lacuna e aumentar a aderência do software aos processos da empresa ou requisitos, sem comprometer o correto funcionamento de outras regras do produto.

É comum entre os principais ERP´s de mercado (SAP, TOTVS, Dynamics), a existência de ferramentas específicas para criação de “plugins” seja para implementação de rotinas, telas ou relatórios, interagindo com a base de dados.

Cada produto tem sua arquitetura própria e exige conhecimento específico, muitas vezes com o acesso de desenvolvimento controlado pela empresa fabricante.

 

Entre em contato